Noticias

Veja as últimas notícias

Construtoras dão vantagens a fim de atrair compradores de imóveis

Construtoras dão vantagens a fim de atrair compradores de imóveis

Com o grande número de lançamentos de imóveis em Sorocaba, as construtoras e incorporadoras vêm oferecendo vantagens aos clientes que vão desde o sorteio de carros à isenção de despesas com documentação e entrega de imóveis já decorados. Essas práticas funcionam como atrativo e garante um diferencial nas vendas, segundo empresas consultadas pela reportagem.

Em um cenário de muita oferta e queda nas vendas devido à crise, as promoções ganham espaço. Este é o caso da Adinveste e da FVC, construtoras que encontraram duas alternativas para vender bem. Quem comprou um dos apartamentos do Residencial Vista da Colina, em Sorocaba, assinado por ambas, concorreu a um carro zero km que foi sorteado no dia 17 de setembro. A ação foi a primeira desse tipo realizada na cidade, conforme as construtoras.

A MRV Engenharia também encampou iniciativa semelhante. Para gerar maior demanda de negócios, a empresa adota promoções como oferta de bônus de até R$ 12 mil e, eventualmente, isenção de taxas cartoriais (despesas com escritura). Também como parte das estratégias de impulsionar as vendas, a JC Morais dá o pagamento da escritura, além do parcelamento da entrada em até 18 meses. Algumas outras construtoras já ofereceram viagens, armários modulados para a cozinha e televisão.

Secovi

Com ou sem as promoções, o mercado imobiliário de Sorocaba esboçou uma “leve reação”, segundo indicadores do Departamento de Economia e Estatística do Sindicato da Habitação (Secovi), divulgados durante evento no auditório do jornal Cruzeiro do Sul no final do mês passado.

O estudo do Secovi apontou que 61% das cerca de 15.025 unidades (entre apartamentos e casas térreas) lançadas no município entre outubro de 2013 e setembro de 2016 foram comercializadas, correspondendo a 9.129. O estoque remanescente, portanto, era de 5.896 unidades.

O levantamento divulgado em 2015 apontou para a venda de 12.296 imóveis, de um total de 17.838 de empreendimentos lançados, o que representou 68% do total.

A tendência agora é para o que alguns representantes do setor chamam de “começo da retomada”. Em 2015, a MRV entregou cinco empreendimentos em Sorocaba que, juntos, contabilizaram 2.100 unidades, e no final de 2016 lança no bairro Caguaçu mais um com 304 unidades. Comparativamente aos oito primeiros meses do ano passado, o volume de vendas aumentou em cerca de 30% na região de Sorocaba, conforme a assessoria de imprensa da MRV.

Para 2017 a construtora anuncia um novo projeto que deverá conter 800 unidades. Ao todo, a MRV terá colocado à venda, num intervalo de três anos, quase 4 mil unidades imobiliárias. O portfólio da construtora inclui produtos destinados ao público inserido nas faixas 2 e 3 do programa habitacional Minha Casa, Minha Vida, financiado com recursos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), fonte que não sofreu redução apesar da crise econômica.

De acordo com a empresa, os imóveis podem ser adquiridos com subsídios dentro do programa, com as menores taxas de juros e a serem pagos em até 360 meses, o que facilita a compra pela população de baixa renda.

O diretor da JC Morais Empreendimentos Imobiliários, José Carlos Morais, acredita no reaquecimento do mercado imobiliário na cidade. “Definido o rumo do comando do governo, constatamos, tanto quanto outros setores, um início de melhora, principalmente com a entrada de capital externo”, diz Morais.

Segundo ele, a empresa confia no potencial da cidade para o crescimento do mercado imobiliário e deve entregar até o final do ano três loteamentos fechados. São previstos ainda para 2017 lançar outros três. Ao todo, os projetos terão 8.500 lotes entre residenciais, comerciais e industriais.

Fonte: JornalCruzeiro.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>