Noticias

Veja as últimas notícias

Em janeiro, vendas de imóveis aumentaram em relação ao mesmo período de 2015

Em janeiro, vendas de imóveis aumentaram em relação ao mesmo período de 2015

A comercialização aumentou 28,9% em comparação a janeiro de 2015. Em valores, porém, pesquisa do Secovi-SP apontou queda no mês

De acordo com a Pesquisa do Mercado Imobiliário, realizada mensalmente pelo Departamento de Economia e Estatística do Secovi-SP, as vendas de 950 unidades residenciais novas em janeiro deste ano na cidade de São Paulo representaram aumento de 28,9% em relação ao mesmo mês de 2015. Porém, comparado com o total vendido em dezembro do ano passado (2.865 unidades), houve queda de 66,8%.

Análise - Apesar do melhor desempenho das vendas, em termos monetários (Valor Global de Venda – VGV), houve redução de 5,4%, de R$ 411,6 milhões para R$ 389,5 milhões. “A queda do VGV está relacionada às dificuldades ocasionadas pela crise político-econômica, que atrapalha o ambiente de negócios e faz com que as empresas, para fazer caixa, ofereçam imóveis com condições mais atrativas e até com desconto no preço”, explica Emilio Kallas, vice-presidente de Incorporação.

COMERCIALIZAÇÃO DE IMÓVEIS RESIDENCIAIS – CIDADE DE SÃO PAULO

Mil unidades

Fonte: Secovi-SP

Lançamentos - De acordo com dados da Embraesp (Empresa Brasileira de Estudos de Patrimônio), foram lançadas 956 unidades residenciais na cidade de São Paulo no mês de janeiro, volume 67,4% inferior a dezembro (2.935 unidades) e 75,1% superior ao mesmo mês de 2015.

No ano passado, o mercado imobiliário passou por um ajuste de mercado previsto pelo Secovi-SP, com redução de 37% dos lançamentos, o que significou 12,5 mil unidades a menos do que em 2014. Esta fase de ajustes poderá prolongar-se, criando incógnitas em relação ao comportamento do mercado em 2016. “É certo que a recuperação do setor vai depender muito dos rumos do País e da melhoria conjuntural, com aumento da confiança do consumidor e redução do estoque. Caso contrário, o mercado vai continuar a apresentar resultados aquém do esperado”, afirma o presidente do Secovi-SP, Flavio Amary.

LANÇAMENTOS DE IMÓVEIS RESIDENCIAIS – CIDADE DE SÃO PAULO

Mil unidades

Fonte: Embraesp e Secovi-SP

ANÁLISE POR SEGMENTO – CIDADE DE SÃO PAULO

Tipologia - Em janeiro, imóveis de 2 dormitórios predominaram em todos os indicadores da pesquisa, com 563 vendas, 526 lançamentos, oferta final de 10.154 unidades e VSO de 5,3%, confirmando o bom desempenho desse produto.

Área útil - Analisando os dados por faixas de área útil, imóveis com média entre 45 m² e 65 m² lideraram lançamentos (500 unidades) e vendas (481 unidades). O índice VSO desse tipo de imóvel ficou em 4,6%.

Preço - O melhor desempenho de comercialização, medido pela relação das vendas com a oferta, foi registrado para os imóveis com preços abaixo de R$ 225 mil (VSO de 10,4%), faixa com pouca oferta, mas com bom escoamento. Das 950 unidades comercializadas, 484 (51%) tinham preço entre R$ 225 mil e R$ 500 mil. Esse tipo de imóvel também foi responsável pela maioria dos lançamentos no mês (60%).

Região - A zona Norte da cidade de São Paulo apresentou os melhores resultados: VSO de 5,8%, e 550 unidades lançadas. Nas vendas, a zona Leste foi o destaque do mês, com 247 unidades comercializadas (26,0%).

No acumulado de 12 meses (fevereiro 2015 a janeiro 2016), a zona Leste continua sendo a região com maior quantidade de vendas (6.937 unidades) e lançamentos (7.016 unidades).

Comercialização nas outras cidades da RMSP - A Região Metropolitana de São Paulo é composta por 39 municípios, sendo a capital paulista o principal deles. Por essa razão, a Pesquisa do Mercado Imobiliário do Secovi-SP analisa a Capital separadamente. Assim, as demais cidades da RMSP totalizaram 796 unidades vendidas em janeiro, o que representa queda de 51,6% em relação às 1.646 unidades comercializadas em dezembro de 2015. Entretanto, quando comparado a janeiro do ano passado, o resultado das vendas foi 34,5% superior.

COMERCIALIZAÇÃO DE IMÓVEIS RESIDENCIAIS – OUTRAS CIDADES DA RMSP

Mil unidades

Fonte: Secovi-SP

Dormitórios - Imóveis de 2 dormitórios predominaram em todos os indicadores da pesquisa nas outras cidades da RMSP, com 570 unidades vendidas, oferta final de 7.563 unidades e VSO de 7,0%.

Área útil - Imóveis com maior participação no primeiro mês do ano foram aqueles com área útil entre 45 m² e 65 m², que tiverem 461 unidades comercializadas e encerraram o período com 6.697 unidades em oferta. O desempenho de vendas medido pelo VSO ficou em 6,4% para essa faixa.

Preço - Em janeiro, 44,3% das unidades comercializadas foram aquelas com preço de até R$ 225 mil. Essa faixa, inclusive, registrou VSO de 10,6%.

RESUMO:

Cidade de São Paulo

Vendas = 950 unidades

Lançamentos = 956 unidades

Oferta Final = 27.014 unidades

VSO – Mensal = 3,4%

VSO – 12 Meses = 42,0%

VGV = R$ 389,5 milhões

Acumulado 12 meses (cidade de São Paulo)

Vendas = 20.361 unidades

Lançamentos = 21.855 unidades

VGV = R$ 9,9 bilhões

Outras cidades da Região Metropolitana de São Paulo

Vendas = 796 unidades

Lançamentos = 0

Oferta Final = 14.241 unidades

VSO – Mensal = 5,3%

VSO – 12 Meses = 46,8%

VGV = R$ 250,7 milhões

Acumulado 12 meses (Outras cidades RMSP)

Vendas = 13.222 unidades

Lançamentos = 13.549 unidades

VGV = R$ 4,5 bilhões

Evolução de unidades residenciais lançadas na cidade de São Paulo

(acumulado 12 meses)

Mil unidades

Fonte: Secovi

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>