Noticias

Veja as últimas notícias

Exército: uma instituição em defesa das instituições

Exército: uma instituição em defesa das instituições

Reunião do NAT destacou o papel geopolítico no Brasil no mundo

O Chefe do Estado-Maior do Exército, general Sergio W. Etchegoyen, participou de reunião do Núcleo de Altos Temas do Secovi-SP (NAT), ocasião em que proferiu palestra sobre “A projeção internacional do Brasil e a indústria de defesa”.

Sua análise proporcionou maior compreensão sobre o cenário geopolítico e como o País se insere num ambiente marcado por ‘grandes movimentos sísmicos’ (Rússia, China) e fatos inimagináveis, como o surgimento do Estado Islâmico, o êxodo do Oriente Médio e a questão das fronteiras.

De acordo com o general, não temos na América Latina as ‘fronteiras dos desesperados’, como ocorre com os refugiados da Síria. “Esse é o nosso grande patrimônio. Porém, enfrentamos questões igualmente sérias, como a miséria, os déficits nas áreas da educação e da saúde, a falta de perspectivas e a corrupção como grande comprometedora de nossos valores. Essas são as fronteiras que nos atingem. E a solução depende de nós. Daquilo que desejamos deixar para as próximas gerações”, disse.

Durante os debates, o Chefe do Estado-Maior respondeu a várias perguntas. No que se refere aos atuais problemas éticos do Brasil, afirmou que temos, sim, problemas. “Mas as instituições funcionam.”

Sobre a hipótese de o Exército estar a influência do bolivarianismo ou de outras doutrinas, foi categórico: “Nenhuma possibilidade. O Exército é universal, democrático. Não é corrompível. E suas decisões têm sido acatadas. Quem promove é o Alto Comando. Bem diferente do que ocorre em outros países latino-americanos, onde os políticos politizaram as Forças Armadas.”

De acordo com o vice-presidente de Administração Imobiliária e Condomínios do Secovi-SP, Hubert Gebara (então no exercício da presidência do Sindicato), o general transmitiu tranquilidade aos participantes. “O respeito às instituições, à democracia e à legalidade foi reafirmado”, considera. “Esta foi a primeira vez que trouxemos uma figura ligada ao Exército. A exposição do general Etchegoyen foi uma como uma aula magna nesse momento crítico que vivemos”, adiciona Romeu Chap Chap, coordenador do NAT.

Fonte: Secovi

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>